sábado, 6 de setembro de 2008

Foi-se

Aconteceu tão rápido, apesar do sono eu estava acordado.
Aconteceu sem menos saber se ainda era dia. Caminhei por tantos jardins decorados, visitei tantos pés de ipês amarelos. E ainda assim a primavera não veio.
Flores descobertas, folhas incertas tão certas de outra estação.
Ainda é inverno se o sol brilha? Ainda é inverno se o alto da serra inspira?
Meu coração sente fúria, meu olhar desaba em plangência... Imaginei ser primavera quando tudo não passou de um verão frio.

Não!Eu renego dizer que sou de inverno, que este inverno fecunda meu coração. Jamais vi inverno que fosse feito de verão.

Se não....

Se não...

Foi-se a impressão, duma primavera outrora inverno e noutra verão.

2 comentários:

Anônimo disse...

sem que percebemos ...
as manhas nao são mas manhas .e que irverno sempre vai passa, assim como tudo,nem que demore mas passa...
nas estaçãoes do ano o nosso trem da oportunidade,vem quando nao queremos .cuidado com isso pode ser fatal e disleu...

Gabriele Fidalgo disse...

A 20º primavera, pode ser o melhor verão da tua vida.